Home Acessórios Estudantes brasileiros desenvolvem rastreador de bicicletas

Estudantes brasileiros desenvolvem rastreador de bicicletas

437
0
COMPARTILHAR
Trackeasier
Trackeasier
Curta nossa página no Facebook

Estudantes dos cursos de Ciência da Computação e de diferentes cursos de Engenharia da Universidade Federal de Itajubá estão desenvolvendo um rastreador inteligente para bikes, batizados de Trackeasier.

Esse acessório possibilitará ao ciclista conferir a localização da bicicleta em tempo real, já que o dispositivo funcionará em conjunto com um aplicativo instalado em smartphones iOS e Android.

Aplicativo Trackeasier monitora bicicleta e fornece informações de rotas alternativas, estatísticas de pedal e informações de outros ciclistas que utilizam o acessório
Trackeasier - Funções
Trackeasier – Funções

O Trackeasier terá funcionalidades bem mais além das de segurança da bike. O dispositivo também terá recursos como irá gravação de performance, informações de outros usuários sobre rotas e locais bike friendly, além da possibilidade de traçar o percurso mais inteligente com base na segurança e no tráfego.

Os desenvolvedores estimam que o Trackeasier seja apresentado com todas as suas funcionalidades ainda este ano, mas sua produção para o mercado deverá acontecer, apenas, em 2017.

De acordo com os criadores do acessório para bicicleta, o aparelho é resistente a impacto, tentativas de violação e condições severas de clima, ou seja, quedas, furtos ou roubo e chuvas não serão capaz de danificar o Trackeasier.

O acessório funcionará por meio de assinatura mensal de R$ 19,90, mais o aparelho, para dispor de todos os recursos do comprando um plano anual de R$19,90 por mês, o ciclista terá acesso ao dispositivo e à todas as funcionalidades da plataforma.

“A ideia do projeto surgiu quando o Luigi Sica Nery, outro integrante da equipe de desenvolvimento, comprou no semestre passado a sua primeira bicicleta. E depois disso começou a utilizá-la como meio de transporte para se locomover ao estágio e à faculdade. Porém, durante uma madrugada invadiram a república em que morava e levaram a sua bike. E apesar de chamarmos a polícia e publicarmos nas redes sociais, não conseguimos a bike de volta.”, declarou Gabriel Roriz, o estudante de Ciência da Computação participante do projeto.

“No início, na verdade, o projeto era o desenvolvimento de um aplicativo para auxiliar na recuperação do roubo de bicicleta. Mas conforme fomos conversando com ciclistas da região de São Paulo, Itajubá e alguns outros lugares do Brasil, percebemos que o desenvolvimento de um rastreador seria mais interessante.”, complementou Roriz.

O financiamento do projeto do Trackeasier foi feito pelos próprios alunos, até agora. Mas os desenvolvedores buscam parceiros que queiram financiar o acessório para bicicletas através de investidores ou por empresas de aceleração ou até mesmo crowndfunding.

Para mais informações do Trackeasier, você pode ficar ligado aqui no BikeTek ou no site dos desenvolvedores do projeto.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here