Home Notícias Campeonatos Brasil Ride: Hans Becking vence etapa do Cross Country e Trek San...

Brasil Ride: Hans Becking vence etapa do Cross Country e Trek San Marco II fica perto do título

124
0
COMPARTILHAR
Curta nossa página no Facebook
O retorno à Arraial d’Ajuda teve ainda destaque para um pedido de casamento no palco, durante a cerimônia de premiação desta quinta-feira (20). Neste sábado, além da última etapa será a vez da Maratona XCM Brasil Ride, com 1.000 participantes

Os 500 atletas participantes da sétima edição da Brasil Ride disputaram nesta sexta-feira (21) a etapa do Cross Country Olímpico (XCO), com quatro voltas em um circuito de 8,6 km.

Com a regra específica para a competição de que, após o líder completar a prova ninguém mais abriria voltas, o ritmo foi intenso na primeira bateria, com as 60 melhores duplas no acumulado dos cinco dias.

Após 1h26min17, o holandês Hans Becking cruzou em primeiro lugar, seguido de Fabian Rabensteiner (1h26min34) e Alexey Medvedev (1h26min34), dupla líder da Trek San Marco II, que aumentou de 9min55 para 13min27 a vantagem para os segundos colocados.

Neste sábado, será realizada a última etapa da competição e a Maratona XCM, que reunirá 1.000 ciclistas.

A primeira colocação foi especial para Hans Becking, atual bicampeão da Brasil Ride, que teve ao lado de Jiri Novak (CZE) um mau começo na sétima edição. Após a celebração no pódio o holandês comemorou ao lado do chefe da equipe Superior-Brentjens MTB Racing, Bart Brentjens.

“Me sinto muito bem com o resultado. Me dou bem com as subidas inclinadas, mas mesmo assim as altas temperaturas e os caras da Trek San Marco II foram mais uma vez muito rápidos. Estou muito feliz depois de tudo e da falta de sorte que tivemos no começo da semana, ao lado do Jiri. Agora falta apenas um dia para podermos realmente curtir a praia”, comemorou Hans. “Bom demais terminar a prova com um banho de mar refrescante. A água salgada com certeza me ajudará na recuperação”, concluiu.
Apesar de não conquistarem a vitória no individual, a melhor dupla do dia na média dos tempos foi a da Trek San Marco II, com Fabian e Alexey, em 1h26min34.

Em segundo ficou Hans e Jiri, com 1h27min47 e em terceiro Daniel Geismayr e Jochen Kaess, em 1h30min06.

“Após perdermos quase sete minutos no último estágio, hoje (sexta-feira) tivemos pela frente um circuito veloz e técnico. Logo na largada o ritmo foi intenso e Fabian e eu decidimos ir juntos todo tempo. A estratégia deu certo e obtivemos o melhor resultado acumulado por duplas do dia. Estamos felizes por isso”, destacou Alexey.

“A prova foi ótima para nós. Me senti bem e o Alexey foi um grande parceiro durante os cerca de 35 km. Consegui ter uma boa recuperação na última noite, e estou feliz pelo resultado. Estamos otimistas para a última etapa, e queremos fazer o melhor para garantir a camisa amarela e o título”, contou Fabian. Agora, a dupla ítalo-russa tem 13min27 de vantagem para Geismayr e Kaess, restando os 75 km da Maratona XCM Brasil Ride neste sábado (22), com largada às 9h, mais uma vez na Vila Brasil Ride, em Arraial d’Ajuda.

Isabella Lacerda e Letícia Cândido conquistam vitória na etapa Cross Country Olímpico (XCO) da Brasil Ride

Ladies – Após liderarem a Brasil Ride no primeiro dia e verem a portuguesa Celina Carpinteiro e a alemã Ivonne Kraft na frente nos últimos quatro dias, nesta sexta-feira as mineiras Isabella Lacerda e Letícia Cândido deram a volta por cima e obtiveram um excelente resultado. Enquanto as duas brasileiras completaram as quatro voltas, a dupla europeia foi cortada antes, levando uma penalização de 210 minutos (70 para cada atleta). Após a somatória final do dia, a diferença de Isabella e Letícia para Celina e Ivonne, que antes era de 33 minutos, agora é de 38 minutos para a dupla Isa & Lele Brazilian Rockets.

“Larguei com a intenção de dar o máximo para tirar a diferença. Sabia que seria técnico e como o XCO é a minha especialidade, fui na frente. Abri a vantagem e consegui mantê-la até o fim. A pista era fantástica. O downhill final dava para mim mais vontade de percorrer o circuito o mais rápido possível para poder descê-lo de novo. Estou feliz demais. Letícia e eu fomos muito bem e só nos duas demos quatro voltas, o que nos garantiu passar as rivais na disputa. Agora é concentração, porque tem mais um dia e na Brasil Ride só se termina quando cruza a linha de chegada no último dia”, destacou Isabella.

Ivonne Kraft se sente mal e é internada em Porto Seguro – A alemã Ivonne Kraft, pentacampeã da Brasil Ride, se sentiu mal no km 6 do circuito do Cross Country, na manhã desta sexta-feira e foi removida, de helicóptero, para o hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro. Ela foi encontrada a 15 metros da trilha, numa sombra, e foi rapidamente atendida pelo médico da prova, Clemar Correa da Silva, neurocirurgião do Hospital das Clínicas de São Paulo, considerado o mais experiente em competições do gênero no Brasil. Segundo o médico, Ivonne está em observação e seu estado é estável.

Noite inesquecível – A história de um casal de atletas que disputa a sétima edição da Brasil Ride, ele na Open e ela na Ladies, tem a principal competição de MTB das Américas como o grande cupido. Foi em 2012 que Alexa Claudia Diekhaus conheceu o já famoso ciclista Rosinha.

Porém, Alexa só foi conhecer Rosinha como Edicarlos Oliveira da Silva, homem por quem se apaixonaria um dia, na edição de 2013 da competição, quando viajou à Bahia dirigindo seu carro ao lado de sua dupla, Raquel Gontijo, e deu carona para Rosinha e Thiago Drews Elias, o Brou.

“Morava em Rezende quando me mudei para o Brasil e conheci o Rosinha de vista em 2012 na Brasil Ride. Já ouvi falar dele porque é um atleta conhecido, mas apenas vi ele de longe naquela edição. Após ele pegar carona no meu carro em 2013, viramos amigos e depois ele fez uma declaração dizendo que desde quando me viu em 2012 já tinha um certo interesse por mim. Não me encantei pelo atleta e o personagem, mas sim pela pessoa. Foi algo inexplicável, sempre nos sentimos muito bem juntos”, conta Alexa. “Me mudei no começo de 2015 para Belo horizonte, cidade que ele mora, para vivermos juntos”, completou.

“O Mario Roma deixou escapar, no início da semana, de que haveria uma surpresa na prova. Quando a equipe de vídeo me filmou nesta quinta-feira, fiquei curiosa. Estava desconfiando de alguma coisa. Na hora do pedido de casamento no palco, o coração acelerou e fiquei assim por bastante tempo. Já estávamos juntos dia a dia, mas você receber um pedido oficializando o noivado, é algo que deixa a pessoa muito feliz. Foi um dia muito especial na minha vida”, relatou Alexa.

A ideia de pedir Alexa em casamento veio no começo do ano, em uma conversa com o fundador da Brasil Ride. “Falei com o Mario Roma que queria pedir ela em noivado na Brasil Ride, ele logo concordou, além de se oferecer como padrinho de casamento, concedendo à noiva a inscrição do evento. Foi assim que tudo aconteceu. Parece que foi um tiro de largada. Coração acelerado. Foi bem legal e interessante a forma como eu quis me declarar para ela”, contou Rosinha, ciclista há 17 anos, e dono da Rosinha Oficina de Bicicletas.

Principais resultados – As brigas pelo título das demais categorias seguem intensas, com a camisa de campeão das Américas masculino sendo a mais equilibrada. Sherman Trezza e Wolfgang Soares seguem líderes, agora com 58 segundos de vantagem para Ricardo Pscheidt e José Montoya (CRI). Na Máster, vantagem da dupla Bart Brentjens e Abraão Azevedo aumentou, de 3h10 para 4h21 minutos, deixando a dupla muito próxima do tetracampeonato juntos. Na dupla mista, os italianos Piero Pellegrini e Annabella Stropparo aumentaram mais 22 minutos a folga na liderança, saindo de 1h22 para 1h44.

Última etapa – A sétima etapa da Brasil Ride fecha com chave de ouro a edição de 2016, no dia em que 1.000 atletas da Maratona XCM Brasil Ride juntam-se aos 500 ciclistas da ultramaratona. Se a cidade de Arraial d’Ajuda já estava tomada pelas bicicletas, no fim de semana a promessa é de ruas lotadas pelas magrelas, após a retirada de kit atleta ter sido movimentada na tarde desta sexta-feira. Serão 75 km pedalados pelos melhores ciclistas do mundo e altimetria acumulada de 1.105 metros, entre Arraial e Trancoso. O ponto do alto dia será pedalar nas falésias da região com o mar azul de fundo, um cenário único em ultramaratonas.

Programação da Brasil Ride 2016 – 567,4 km – 11.810 metros de altimetria
22/10 – Sábado – Etapa 7: Última etapa do Brasil Ride e Maratona XCM / Festa de encerramento, em Arraial d’Ajuda (75 km e 1.105 m altimetria)

Resultados da sexta etapa – Cross Country em Arraial d’Ajuda – 34 km:

Open individual
1- Hans Becking (HOL) – 1h26min17
2- Fabian Rabensteiner (ITA) – 1h26min34
3- Alexey Medvedev (RUS) – 1h26min34
4- Jiri Novak (CZE) – 1h29min16
5- Daniel Geismayr (AUT) – 1h29min16

Open (duplas)
1- Fabian Rabensteiner (ITA) / Alexey Medvedev (RUS) – 1h26min34
2- Jiri Novak (CZE) / Hans Becking (HOL) – 1h27min47
3- Daniel Geismayr (AUT) / Jochen Kaess (ALE) – 1h30min06
4- Tiago Ferreira (POR) / Roel Paulissen (BEL) – 1h32min18
5- Ricardo Pscheidt (BRA) / José Montoya (CRI) – 1h33min44

Ladies
1- Isabella Lacerda (BRA) / Letícia Cândido (BRA) – 1h50min24
2- Janet Correira (BRA) / Joana Nobrega (BRA) – 3h02min10
3- Celina Carpinteiro (POR) / Ivonne Kraft (ALE) – 3h02min52

Mista
1- Piero Pellegrini (ITA) / Annabella Stropparo (ITA) – 1h52min19
2- Marcelo Moser (BRA) / Ana Luisa Korc Panini (BRA) – 2h14min24
3- Valmor Hausmann (BRA) / Tania Pickler (BRA) – 2h16min14

Máster
1- Bart Brentjens (HOL) /Abraao Azevedo (BRA) – 1h41min39
2- Javier Lopez (EUA) / Jaime Lopez (EUA) – 2h16min04
3- Weimar Pettengill (BRA) / André Luis Pinheiro (BRA) – 2h19min02

Corporativa
1- Diego/Edson/Robson – 2h14min40
2- Luiz Claudio/Igor/Albert – 2h14min47
3- Mauricio/Luiz Eduardo/Ricardo – 2h39min47

Grand Máster
1- Heleno Caetano Borges (BRA) / Paulo Felpe Vasconcelos (BRA) – 1h37min28
2- Hermes Santana (BRA) / Dorivaldo Correia De Abreu (BRA) – 1h42min45
3- Fabricio Bezerra (BRA) / Dirceu Araujo Silva (BRA) – 1h47min28

Nelore
1- Gerson Junior (BRA) / Marcelo De Oliveira (BRA) – 2h02min34
2- Jorge Silva Sousa (BRA) / Fabio Yukio Hossaki (BRA) – 3h06min33
3- Marciu Friedrich (BRA) / Jose Emilio Menegatti (BRA) – 4h20min02

Acumulado após a sexta etapa realizadas::

Open
1- Fabian Rabensteiner (ITA) /Alexey Medvedev (RUS) – 21h28min26
2- Daniel Geismayr (AUT) /Jochen Kaess (ALE) – a 13min27
3- Hugo Prado (BRA) / Lukas Kaufmann (SUI) – a 56min34
4- Tiago Ferreira (POR) /Roel Paulissen (BEL) – a 58min08
5- Jiri Novak (CZE) / Hans Becking (HOL) – a 1h00min13

Ladies
1- Isabela Lacerda (BRA) / Leticia Candido (BRA) – 30h19min13
2- Celina Carpinteiro (POR) / Ivonne Kraft (ALE) – a 38min38
3- Janet Correia (BRA) /Joana Nobrega (BRA) – a 5h49min47

Mista
1- Piero Pellegrini (ITA) /Annabella Stropparo (ITA) – 27h15min01
2- Valmor Hausmann (BRA) /Tania Clair Pickler Negherbon (BRA) – a 1h46min54
3- Marcelo Moser (BRA) /Ana Luisa Korc Panini (BRA) – a 4h23min46

Máster
1- Bart Brentjens (HOL) / Abraao Azevedo (BRA) – 24h19min48
2- Pierre Bourquenoud (SUI) / Serge Robadey (SUI) – a 4h12min26
3- Weimar Pettengill (BRA) / Andre Guimaraes (BRA) – a 5h22min02

Gran Máster
1- Heleno Caetano Borges (BRA) / Paulo Felpe Vasconcelos (BRA) – 29h33min14
2- Hermes Santana (BRA) / Dorivaldo Abreu (BRA) – a 1h57min27
3- Jose Antonio Filho (BRA) / Sergio Albernaz (BRA) – a 4h30min45

Nelore
1- Gerson Junior (BRA) / Marcelo De Oliveira (BRA) – 34h32min28
2- Jorge Silva Sousa (BRA) / Fabio Yukio Hossaki (BRA) – a 2h27min50
3- Marciu Friedrich (BRA) / Jose Emilio Menegatti (BRA) – a 5h30min26

Corporativa
1- Diego/Edson/Robson – 28h38min32
2- Mauricio/Luiz/Ricardo – a 47min35
3- Luiz/Igor/Albert – a 1h40min11

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here