Home Notícias Circuito Serras do Ibitipoca ganha roteiro cicloturístico

Circuito Serras do Ibitipoca ganha roteiro cicloturístico

77
0
COMPARTILHAR
Cicloturismo Minas Gerais - Fotos por Marcio Lucinda Lima
Cicloturismo Minas Gerais - Fotos por Marcio Lucinda Lima
Curta nossa página no Facebook

Volta das Transições é marcada pelas mudanças de clima e relevo, somados à diversidade cultural e histórica local

 

O Circuito Serras do ibitipoca, o mais visitado de Minas Gerais, ganhou mais um atrativo na última semana. Idealizado pela associação dos municípios locais, foi lançado o roteiro turístico Volta das Transições, pensado principalmente para a prática do cicloturismo e que também contempla a cavalgada, o jeep tour, o motociclismo e a caminhada.

O novo roteiro percorre todos os municípios que compõem o Circuito Turístico Serras de Ibitipoca – Bias Fortes, Bom Jardim de Minas, Ibertioga, Lima Duarte, Olaria, Pedro Teixeira, Rio Preto, Santa Rita de Ibitipoca, Santa Rita de Jacutinga e Santana do Garambéu – e o trajeto prioriza as estradas de terra entre vilarejos, montanhas, vales, entre outros atrativos da região.

De acordo com secretário adjunto de Estado de Turismo, Gustavo Arrais, a nova rota turística dá mais visibilidade ao turismo mineiro. “Por meio do novo roteiro e das novas atividades se espera alavancar o número de visitantes e, consequentemente, possibilitar maior desenvolvimento para o turismo mineiro”, enfatiza o secretário adjunto.

O nome Volta das Transições se refere à região onde o roteiro está inserido, que inclui importantes transições de vegetação, relevo, história e cultura.

Cicloturismo Minas Gerais - Fotos por Marcio Lucinda Lima
Cicloturismo Minas Gerais – Fotos por Marcio Lucinda Lima

Cicloturismo em alta

Segundo dados do Ministério do Turismo (MTur), mais de 450 mil estrangeiros visitaram o Brasil motivados pelo cicloturismo no ano de 2014. Outro estudo do MTur também mostra que 14,3% dos brasileiros que pretendem viajar nos próximos seis meses devem optar por meios de transporte alternativos, como bicicletas e motorhome. Em comparação com o índice registrado em 2015, houve um crescimento de 155,3%.

“Estamos atentos às tendências do mercado mundial do turismo. Tal projeto veio para incentivar a diversificação da oferta turística no estado”, destaca o analista da Diretoria de Planejamento das Políticas do Turismo, da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), Márcio Ribeiro.

“Na região já existem diversos outros roteiros operados por agências de turismo, porém não existia ainda um grande roteiro totalmente autoguiado, dinâmico e inclusivo, buscando levar às mais distantes comunidades o turista que frequenta a região e até então não tinha ferramentas e meios de acessar estes recantos”, complementa Ribeiro.

A Setur apoia todos os 46 circuitos turísticos certificados em Minas Gerais. A secretaria é responsável pela coordenação e orientação da Política de Regionalização em Minas Gerais, oferecendo continuamente apoio institucional e financeiro – para compra de veículos e equipamentos -, espaço em feiras regionais e nacionais para promoção das regiões turísticas, reuniões técnicas, palestras, entre outras ações.

Mais informações sobre a Volta das Transições, como mapas e orientações de navegação, estão disponíveis em www.voltadastransicoes.com.

Parque Estadual do Ibitipoca

O Parque Estadual de Ibitipoca, localizado na Zona da Mata, nos municípios de Lima Duarte e Santa Rita do Ibitipoca, ocupa o alto da Serra do Ibitipoca, uma extensão da Serra da Mantiqueira. Com uma área de 1.488 hectares, a unidade de conservação está no local onde se dividem as bacias do Rio Grande e do Rio Paraíba do Sul.

O circuito é privilegiado por belezas naturais que proporcionam paisagens inesquecíveis pelas inúmeras serras, vilas e pequenas cidades. É um lugar perfeito para contemplação, aventura, descanso e belas fotografias. O Parque Estadual de Ibitipoca concentra grande biodiversidade e atrativos naturais únicos. Toda a região que compõe o circuito é repleta de espaços que proporcionam contato com a natureza e a história de Minas Gerais.

Via Agência de Minas Gerais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here