Home Campeonatos Mountain Bike Nacional Isabella Lacerda conquista o tão sonhado título geral da Brasil Ride

Isabella Lacerda conquista o tão sonhado título geral da Brasil Ride

99
0
COMPARTILHAR
Brasil-Ride-Isabella-Lacerda
Brasil-Ride-2016-Isabella-Lacerda-e-Letícia-Cândido-Fabio-Piva
Curta nossa página no Facebook
Ciclista da LM/Sense de MTB garantiu feito inédito ao lado de Letícia Cândido no Brasil Ride 2016. Na American Men, Sherman Trezza e Wolfgang Soares são bicampeões na categoria da ultramaratona, que contou com o Suporte Neutro Shimano

O fim de semana foi festivo para três ciclistas de mountain bike do Shimano Sports Team. Para a mineira Isabella Lacerda (LM/Sense de MTB), a conquista inédita da principal categoria feminina da Brasil Ride, realizada entre 16 e 22 de outubro, em Arraial d’Ajuda e Guaratinga, após dois anos seguidos em que bateu na trave, com dois títulos das Américas. Já o mineiro Sherman Trezza e o petropolitano Wolfgang Soares, ambos da Caloi Elite Team, garantiram o bicampeonato da American Men na ultramaratona, após Sherman vencer em 2014 e Wolfgang em 2015, ambos ao lado de Henrique Avancini.

A sétima edição da Brasil Ride foi marcada por altos e baixos para Isabella Lacerda, que formou dupla com Letícia Cândido. Após assumirem a liderança da Ladies no prólogo, elas foram superadas na segunda etapa, quando Isabella teve problemas físicos. Nos dois dias seguintes elas se recuperaram em relação a Ivonne Kfraft (ALE) e Celina Carpinteiro (POR), líderes naquele momento, porém, no quinto estágio foi a vez de Letícia ter problemas mecânicos em sua bike. Assim, a dupla só voltou a usar a camisa laranja, de líder na Ladies, na sexta etapa, a do Cross Country. A consagração veio no sábado (22), quando venceram a etapa decisiva.

“Estou muito feliz. Brasil Ride é isso. Só termina após cruzar a linha de chegada no último dia. Antes disso, tudo pode acontecer, é muito imprevisível. Foi a edição mais dura que já competi. Sete dias de muita superação, aprendizado e evolução profissional e principalmente pessoal. Meu primeiro título na geral, que tem com certeza um gosto especial”, comemorou Isabella Lacerda, que destacou os altos e baixos vividos ao lado de Letícia.

“Ficamos a mais de uma hora da Ivonne e da Celina, depois tiramos quase toda essa diferença para elas na quarta etapa. No quinto dia a distância aumentou praticamente o dobro, para mais de 30 minutos. É uma loucura, por isso tem que acreditar até o final e poupar o equipamento. Não tivemos nenhum furo de pneu nos sete dias e nenhuma corrente quebrada, ou coisa do tipo. Conseguimos voltar para a prova quando era importante fazer isso e no fim de tudo certo”, completou Letícia.

American Men – Após Sherman Trezza vencer em 2014 a disputa das Américas ao lado de Henrique Avancini, e no ano seguinte Wolfgang Soares conquistar o mesmo título também com Avancini, desta vez Sherman e Wolfgang se juntaram e levaram para casa mais uma importante conquista em suas carreiras. Dentre as nove Jerseys (camisas) ofertadas na na Brasil Ride, a luta pela American Men com certeza foi a mais equilibrada, com a dupla da Caloi Elite Team ficando apenas 51 segundo à frente do catarinense Ricardo Pschedit (Trek/Shimano) e do costarriquenho José Montoya.

“Assumimos a camisa no primeiro dia com uma diferença chegando a 11 minutos. Dia após dia perdemos vantagem, para menos de um minuto. A dupla da Trek Latin America é bem competitiva e o Pscheidt foi muito agressivo no pelotão. No fim, mantivemos a diferença, mas não foi nada fácil. Em 2013, quando fui campeão Open com Avancini, tínhamos cerca de um minuto para os segundos colocados e dessa vez foi igual. Acordei relembrando aquele dia”, conta Sherman, que venceu três vezes (uma na Open e duas American) em quatro oportunidades a Brasil Ride.

Para Wolfgang, a alegria no rosto por ser mais uma vez campeão das Américas, após o título em 2015. “A melhor parte do esporte é a recompensa de ser campeão. São diversas fases na carreira, treinando e tendo altos e baixos. E, quando o resultado vem em uma competição como esta, é uma emoção sem fim e indescritível. O Sherman é muito experiente e me ajudou demais nos momentos críticos. Tenho que agradecer muito a ele”, comemorou Wolfgang.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here