Home Notícias Garmin sofre ataque hacker e serviços ficam fora do ar

Garmin sofre ataque hacker e serviços ficam fora do ar

89
0
Garmin sofre ataque hacker e fica fora do ar
Garmin sofre ataque hacker e fica fora do ar.

Atletas e usuários de equipamentos da Garmin vem enfrentando dificuldades em sincronizar seus treinos, percursos e dados de relógios, ciclocomputadores e outros equipamentos da fabricante com o Garmin Connect.

O problema afeta todos os dispositivos, Fenix, Forerunner, Edge, etc. Se você utiliza qualquer aparelho da marca, deve estar passando pelos mesmos problemas.

A empresa se manifestou através do Twitter e informou que pede desculpas aos seus usuários pelas interrupções e inconvenientes e se dispõe a tirar as dúvidas dos donos de equipamentos através de uma página no portal da fabricante de acessórios vestíveis.

 A Garmin sofreu um ataque de cibercriminosos que infectou seus sistemas com a praga digital Ransonware, um programa malicioso que se apropria dos dados das vítimas e os criptografa impedindo seu acesso. 

O grupo que atacou a Garmin entrou em contato com a empresa e pediu 10 milhões de dólares para devolver o acesso aos dados. 

Como consequência do ataque, a Garmin desativou todos os seus sistemas deixando seus clientes, usuários e donos de aparelhos sem poder sincronizar seus dados pessoais de treinos  e de serviços de terceiros como o Strava, sincronizar com sua base de dados.

O problema enfrentado pelos usuários faz parte da medida adotada pela Garmin que desligou sua rede interna. Como consequência, usuários estão sem poder ter acesso aos seus dados na nuvem e nem pode sincronizar novos dados com a rede da Garmin.

O desligamento da rede privada da Garmin afetou não só a  sincronização do serviço ao seu público, mas impede ainda que que os clientes entrem em contato com a empresa pelo call center e por e-mail.

O ataque que a Garmin sofreu afetou também o serviço FlyGarmin, sistema de navegação prestado para a aviação civil.

O problema está longe de ser solucionado e usuários relatam que estão passando com novos problemas além da falta de sincronização.

Em determinados aparelhos, alguns usuários informam que o relógio consegue captar o sinal do GPS, rastreia os batimentos cardíacos, mas informações de distância percorrida, e, ainda, reinicia o aparelho solicitando para redefinir o aparelho.

A Garmin é uma das maiores empresas do mundo em termos de equipamentos vestíveis, smartwatches e ciclo computadores e com isso também mantém uma das maiores de bases de dados de monitoramento esportivo do mundo. Mesmo com essa grandeza toda essa imponência toda, a fabricante está longe de resolver esse crise que está sofrendo.